Notas de imprensa

DACHSER inicia conversão de frota da divisão European Logistics

Com o objetivo de reduzir a pegada de carbono

Multinacional de logística aposta em megatrailers, ou semirreboques mega, uma solução que permite otimizar espaço de carga e, assim, economizar viagens.

A substituição gradual dos semirreboques da divisão European Logistics irá permitir à DACHSER otimizar a capacidade de carga e, ao mesmo tempo, diminuir o impacto climático do transporte.
A substituição gradual dos semirreboques da divisão European Logistics irá permitir à DACHSER otimizar a capacidade de carga e, ao mesmo tempo, diminuir o impacto climático do transporte.

A DACHSER tem vindo a converter sucessivamente a frota de semirreboques utilizada pela divisão European Logistics, no sentido de otimizar a capacidade de utilização e, simultaneamente, melhorar a pegada ecológica dos seus transportes. A multinacional de logística tem, por isso, e desde abril de 2021, optado pelo modelo de semirreboques mega (“megatrailers”), sempre que necessita de adquirir novos semirreboques. Devido às maiores dimensões em termos de espaço para carga – ainda que apresentem o mesmo comprimento e largura que o modelo tradicional –, os semirreboques mega permitem economizar mais combustível, especialmente em longas distâncias, comparativamente aos semirreboques tradicionais. Nesta primeira fase, a empresa tem apostado na conversão da frota do seu país de origem, Alemanha, num investimento que deve ficar concluído até 2027 e que se materializará num total de cerca de 680 novos “megatrailers”. Nos próximos anos, a DACHSER começará, paralelamente, a substituir as suas frotas nos restantes 24 países europeus onde está presente através da divisão European Logistics. Para Portugal e Espanha, a DACHSER Iberia prevê apresentar, em breve, um plano de adaptação a esta iniciativa estratégica.

O fator limitativo no negócio de grupagem não é, geralmente, o peso total máximo permitido de 40 toneladas, mas o volume de carregamento disponível. Mais espaço de carga significa melhor utilização da capacidade que, no caso do semirreboque mega, pode chegar até 18 por cento. Isto representa uma maior eficiência na atividade e, também, uma melhoria da nossa pegada de carbono, já que permite economizar viagens.

Christian Schütz, Department head technics/technical purchase da DACHSER

Os “megatrailers” têm o mesmo comprimento e largura de um semirreboque tradicional e a sua altura total permanece abaixo dos quatro metros. No entanto, estes veículos apresentam 20 centímetros adicionais de altura interna, já que a área de carga fica a pouco menos de um metro acima da superfície da estrada. Esta configuração resulta num total de oito metros cúbicos adicionais em termos de espaço para carga, comparando com os semirreboques tradicionais. Acrescente-se que, com possibilidade de carregamento em duplo estrado, o semirreboque mega oferece, assim, espaço para 67 euro paletes.

“A DACHSER foi pioneira, há 50 anos, na introdução da caixa móvel – swap body – que continua a ser referência em termos de eficiência do espaço de carga. Hoje, queremos ser o primeiro grande fornecedor de grupagem na Europa a usar semirreboque mega em vez de semirreboque tradicional”, afirma Alexander Tonn, COO Road Logistics da DACHSER. “Os semirreboques mega representam um custo de aquisição maior, mas compensam o valor investido ao longo da sua vida útil por meio devido à melhor relação custo-benefício. Além disso, este progresso na eficiência do processo contribui para a nossa estratégia de proteção climática de longo prazo”, acrescenta o responsável.

Eixos de ação para proteção climática

Com esta estratégia, a DACHSER está a privilegiar a logística eficiente e a inovação tecnológica. A empresa acredita que este é o melhor caminho para atingir a meta de 2ºC definida pelo Acordo de Paris, assim como as metas de proteção climática da União Europeia e de muitas outras regiões, a médio e longo prazo. A multinacional alemã trabalha, em conjunto com clientes e parceiros que também pretendem ativamente transformar o setor da logística, adotando tecnologias de baixas ou zero emissões. Acrescente-se que a DACHSER concentra as suas iniciativas de proteção ambiental em quatro campos principais de ação: eficiência de processos, eficiência energética, pesquisa e desenvolvimento e cidadania corporativa. Este último envolve um compromisso com a sociedade e questões sociais que vão além dos próprios interesses comerciais diretos da empresa.

Contacto Isabel Monteiro